Prédio do TJAM treme e é evacuado em Manaus

Prédio do TJAM treme e é evacuado em Manaus

Manaus/AM – O prédio do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) precisou ser evacuado após tremores na estrutura na manhã desta quinta-feira (26). Servidores foram direcionados, por questão de segurança, a saírem do prédio.

O tremor foi reflexo do terremoto de magnitude 7.2 que atingiu o Peru, e pode ser sentido em alguns pontos de Manaus, na manhã de hoje. Os tremores também foram registrados no Chile e Equador.

Em nota o TJAM informou que em razão do ocorrido a Presidência do Tribunal de Justiça do Amazonas determinou que a atividade forense do referido Edifício, do Anexo Administrativo e da EASTJAM, realize-se na modalidade home office, nesta data, sem prejuízo dos prazos processuais.

“O atendimento às partes, advogados e público em geral fica mantido através do Balcão Virtual. Por precaução, a equipe da Secretaria de Infraestrutura do TJAM foi acionada para avaliações pertinentes, juntamente com a Defesa Civil e o Corpo Bombeiros. Fica o registro do ponto eletrônico biométrico dispensado no dia de hoje”.

Leia mais

Havendo dúvida na violência doméstica, deve-se resolver a favor do réu

Ainda que no âmbito da violência doméstica e familiar contra a mulher, prevalece o princípio do in dubio pro reo quando a palavra da...

Múltiplas vítimas de assalto no Amazonas motivam denegação de Habeas Corpus ao acusado no STJ

A sentença condenatória que, nessa fase processual, fundamenta que o réu não poderá apelar em liberdade, e se utiliza, para sua fundamentação, dos requisitos...

Mais Lidas

Últimas

TST: Auditor fiscal do trabalho tem competência para reconhecer vínculo de emprego

A Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho decidiu que um auditor fiscal do trabalho tem competência para reconhecer...

Servidor inativo não precisa justificar para converter licença-prêmio em dinheiro, diz STJ

O servidor federal inativo tem direito a converter em dinheiro períodos adquiridos de licença-prêmio que não tenham sido por...

Ministro do STF mantém decisão do STJ que prorrogou afastamento de desembargadora do TJ-BA

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou o Habeas Corpus (HC) 213712, em que a defesa...

Ministra Rosa Weber julga inviável ação sobre revisão da política de cotas

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), considerou inviável (negou seguimento) ação em que o Partido Democrático...