Escola de Contas Públicas do Tribunal de Contas do Amazonas forma 40 servidores-brigadistas

Escola de Contas Públicas do Tribunal de Contas do Amazonas forma 40 servidores-brigadistas

A Escola de Contas Públicas do Tribunal de Contas do Amazonas (ECP/TCE-AM) realiza, a partir desta terça-feira (26), o curso Formação de Brigada de Incêndio e Primeiros Socorros.

Participam do curso, que segue até 29 de abril, 40 servidores do TCE-AM. A capacitação é realizada na ECP e no centro de treinamento Arpea de Fogo, totalizando uma carga horária de 16 horas e certificado de participação.

O presidente do Tribunal de Contas do Amazonas, Érico Desterro, ressaltou a importância da capacitação dos servidores. “Depois de dois anos sem realizar o curso, essa capacitação é uma boa oportunidade para ampliar os conhecimentos e colaborar ainda mais com o ambiente de trabalho e capacitar os servidores a lidar com possíveis situações de perigo”, afirmou o presidente do TCE-AM, conselheiro Érico Desterro.

Os instrutores do curso são bombeiros militares que atuam dentro do Tribunal de Contas do Amazonas, o 1º sargento Ulisses Bezerra Dias , 2º tenente Moisés Parente Barbosa e 1º sargento Alain Delano Vasconcelos. A realização do curso é voltada para servidores do TCE-AM e visa qualificá-los para lidar com possíveis situações de perigo.

Por conta da pandemia a última turma de brigadistas formada foi em 2019, e agora com a volta das atividades presenciais é possível dar sequência à qualificação conciliada com a prática.

O bombeiro Militar, Ulisses Bezerra Dias, destacou a necessidade de segurança de se ter profissionais qualificados nessa área dentro das instituições.
“A Coordenação de Brigada se preocupou em trazer o curso em linguagem simplificada para os servidores, visando a melhor absorção do conhecimento e a utilização em diversos ambientes, além do setor de trabalho. Esse tipo de conhecimento é essencial para manter o suporte básico de vida de uma vítima até a chegada no ambiente hospitalar, e o combate à incêndio corretamente.”

Ao longo do curso os servidores terão conhecimento de assuntos sobre o Combate a Incêndio, Atendimento Pré-Hospitalar e Atividade avaliativa para mensurar o que foi absorvido e considerar o aluno apto ou inapto para lidar com as práticas.

Fonte: Asscom TCE-AM

Leia mais

Aluno não pode ser prejudicado por alteração de grade curricular, diz TJ/Amazonas

Julgado da Corte de Justiça firmou que embora a Universidade do Estado do Amazonas tenha autonomia didático científica, aí se incluindo a prerrogativa de...

Zona Franca não é incompatível com a política de redução da carga tributária, diz ABIR a Moraes

O Ministro Alexandre de Moraes recebeu pedido da ABIR-Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas Não Alcóolicas para ingresso na ADI-7153, na qual...

Mais Lidas

Últimas

Aluno não pode ser prejudicado por alteração de grade curricular, diz TJ/Amazonas

Julgado da Corte de Justiça firmou que embora a Universidade do Estado do Amazonas tenha autonomia didático científica, aí...

Ulbra é denunciada por cobrar taxa de R$ 200 por colação de grau em Manaus

Manaus/AM - Alunos do Centro Universitário Luterano do Brasil (Ceulm/Ulbra), procuraram o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-AM), para...

Condenado a 26 anos pela morte da ex no Amazonas, homem vai pagar indenização a filhos da vítima

Além da condenação a 26 anos e três meses de prisão pelo crime de feminicídio, Mizael Augusto Rodrigues de...

Radialistas do RS receberão adicional por acúmulo de funções no mesmo setor

A Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve a condenação da Empresa Portoalegrense de Comunicação Ltda. (Rede Pampa)...