TRF manda retirar tornozeleira eletrônica de condenado da Lava Jato

TRF manda retirar tornozeleira eletrônica de condenado da Lava Jato

Por constatar excesso e desproporcionalidade, a 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região confirmou uma liminar e determinou a retirada da tornozeleira eletrônica do ex-executivo da OAS Agenor Franklin Magalhães Medeiros, condenado da “lava jato” que cumpre pena no regime aberto diferenciado.

Medeiros ficou preso preventivamente por cinco meses, entre 2014 e 2015. Já em 2017, iniciou a execução provisória de suas penas, em regime fechado.

Em 2019, antes do trânsito em julgado, ele fechou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal, homologado naquele mesmo ano pelo Superior Tribunal de Justiça.

Na sequência, ele foi progredindo de regime. Inicialmente, passou do fechado para o fechado diferenciado. Em 2021, passou ao semiaberto diferenciado, com tornozeleira eletrônica, prestação de serviços comunitários e entrega de relatórios trimestrais sobre suas atividades profissionais.

Esse regime foi encerrado no último mês de abril. A 12ª Vara Federal de Curitiba autorizou a progressão para o regime aberto diferenciado, mas manteve o monitoramento eletrônico.

A defesa argumentou que o uso de tornozeleira neste momento equivale à criação de um novo tipo de regime aberto, o que é proibido em casos do tipo pela Lei de Organizações Criminosas.

Os advogados ainda indicaram que, conforme a jurisprudência do STJ, a prisão domiciliar com monitoramento eletrônico equivale à prisão em regime semiaberto, pois há restrição ao direito de ir e vir.

Em decisão liminar, o desembargador Loraci Flores de Lima lembrou que o acordo de delação estabelecia o uso de tornozeleira para os regimes fechado diferenciado e semiaberto diferenciado, mas não para o regime aberto diferenciado.

Para essa etapa de cumprimento da pena, o acordo previa apenas que o colaborador permanecesse em casa aos sábados, domingos e feriados.

O próprio acordo permitiu que o juízo da execução penal definisse a forma de fiscalização do cumprimento da pena. O relator admitiu que o monitoramento eletrônico é “um meio legítimo para tanto”.

Mesmo assim, o desembargador considerou que a medida era “excessiva e desproporcional ao caso concreto”. Para ele, não se justifica a “permanência do equipamento instalado em tempo integral”, já que a restrição de locomoção vale apenas aos fins de semana e feriados.

No julgamento de mérito, o juiz convocado Gerson Godinho da Costa considerou que a liminar “esgotou a análise meritória”. Por isso, manteve seus fundamentos.

Processo 5010991-58.2024.4.04.0000

Com informações Conjur

 

 

Leia mais

Juiz mantém prisão de entregadores suspeitos de agredir morador de condomínio em Manaus

Durante audiência de custódia na terça-feira (16), o Juiz Rafael Rodrigo da Silva Raposo confirmou a legalidade da prisão dos entregadores Richarley Cavalcante Araújo,...

Casamento Coletivo em benefício de grupos socialmente vulneráveis será promovido no Amazonas

Solenidade ocorrerá na próxima sexta-feira (19/07) no Largo de São Sebastião (centro de Manaus) em benefício de 164 casais, incluindo: LGBTQIA+, PCDs, indígenas, idosos,...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Bemol é condenada por venda de mercadoria com vícios ocultos em Manaus

O Juiz George Hamilton Lins Barroso, da 22ª Vara...

Destaques

Últimas

Homem é condenado na Espanha por ataques racistas a Vini Jr e Rüdiger

O Real Madrid divulgou nesta quarta-feira (17) que um homem foi condenado pela Justiça da Espanha a oito meses...

PEC que anistia partidos só deve ser votada em agosto no Senado

A proposta que perdoa multas de partidos políticos que não cumpriram as cotas de gênero e raça nas eleições...

Por não fazer nada, mulher vira ré pela tentativa de homicídio do filho

​Uma mulher virou ré na última sexta-feira (12/7) pela tentativa de homicídio do filho de apenas dois anos, em...

CCJ do Senado adia votação da PEC da autonomia financeira do BC

Para tentar chegar a um acordo com o governo federal, ficou para agosto a votação da Proposta de Emenda à...