PGE/AM promove mutirão para estimular acordos com servidores da Polícia Civil

PGE/AM promove mutirão para estimular acordos com servidores da Polícia Civil

A Procuradoria-Geral do Estado do Amazonas anunciou um mutirão entre os dias 1º a 5 de abril, no Fórum Euza Maria Naice de Vasconcelos, em Manaus, com o propósito de estimular acordos com servidores da Polícia Civil. 

O público alvo são os investigadores, escrivães de polícia e peritos, com vista à efetivação de promoção funcional para as classes contempladas. Havendo aceite dos interessados, os efeitos financeiros começarão a vigorar a partir do primeiro dia do mês seguinte à homologação judicial, com efeitos financeiros retroativos e solução de pendências de promoções até a data do acordo. Os acordos firmados no mutirão terão impacto financeiro a partir de 1º de maio de 2024.

Os acordos têm natureza individual e independem da participação do sindicato. São válidos tanto para os funcionários que ajuizaram ação contra o Estado, ou não. Os interessados devem estar listados nos BIC’s ou realizar procedimento específico no CPRAC. Não é necessário agendamento para participar do mutirão.

Os servidores interessados devem comparecer no dia e horários aprazados pela Procuradoria-Geral, munidos dos documentos pessoais.

Relação de documentos, originais e cópias:

  • Docomento de identificação com nome, número de registro e CPF (preferencialmente a identidade funcional);
  • Último contracheque;
  • Comprovante de residência;
  • Advogados devem possuir procuração com poderes para transigir, renunciar e dar quitação;
  • Em caso de servidor representado por pessoa sem inscrição na OAB, apresentar, além dos documentos listados: procuração devidamente preenchida com firma reconhecida em cartório (modelo fornecido pela PCAM); contato telefônico do procurador e do representado; identidade, CPF e comprovante de residência do procurador. 
  • Apresentar os documentos impressos 

Para obter mais informações, os interessados poderão entrar em contato através dos números abaixo:

Whatsapp: (92) 3649-3184

Telegram: (92) 99171-3873

Email: [email protected]

SIGED: destino “CPRAC/PGEAM

 

 
 
 

Leia mais

TJ-AM manda que Turma reexamine decisão que condenou a Claro em danos morais por scoring

O Tribunal de Justiça do Amazonas aceitou Reclamação da Claro S.A contra a 2ª Turma Recursal, e determinou que seja reexaminada uma decisão que...

Supremo invalida lei que garantia porte de armas para vigilantes e seguranças

Por unanimidade, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) invalidou norma do Estado do Espírito Santo que autorizava o porte de arma de fogo...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Bemol é condenada por venda de mercadoria com vícios ocultos em Manaus

O Juiz George Hamilton Lins Barroso, da 22ª Vara...

Destaques

Últimas

TJ-AM manda que Turma reexamine decisão que condenou a Claro em danos morais por scoring

O Tribunal de Justiça do Amazonas aceitou Reclamação da Claro S.A contra a 2ª Turma Recursal, e determinou que...

STF analisa decisão que suspendeu portaria da AGU sobre Terra Indígena Ibirama-La Klãnõ, em SC

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai decidir, na sessão virtual que começa nesta sexta-feira (12), se confirma ou não...

Supremo invalida lei que garantia porte de armas para vigilantes e seguranças

Por unanimidade, o Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) invalidou norma do Estado do Espírito Santo que autorizava o...

Justiça concede indenização à aluna com deficiência por discussão com professora

A Vara de Nuporanga condenou o Estado de São Paulo a indenizar estudante com deficiência por episódio que ocorreu...