Idoso vítima de fraude em Telefônica se acautela e justiça ordena que não seja negativado em Manaus

Idoso vítima de fraude em Telefônica se acautela e justiça ordena que não seja negativado em Manaus

O consumidor Antônio Ferreira informou à Justiça que ao se dirigir à Telefônica Brasil com o objetivo de criar uma conta para ter acesso a um plano de telefonia ficou perplexo com a informação da atendente que já possuía uma conta e que havia registro de 6 (seis) faturas em aberto não pagas referentes ao ano de 2019, o que o levou a pedir na justiça de Manaus que se abstivesse de inscrever o seu nome no cadastro de inadimplentes, com requerimento de danos morais que incidiram sobre sua pessoa. O idoso obteve a medida concedida, por ordem da magistrada Luciana Nasser. 

O Autor ainda iniciou diligências no sentido de que o problema fosse resolvido administrativamente, explicando que alguém teria forjado o contrato em seu nome, sem êxito. Como resposta a representante da empresa se limitara a dizer que se as faturas atrasadas não fossem saldadas, seu bom nome seria negativado.

Relatou ainda, que, se sentiu coagido e que não seria justa pagar por uma dívida que não havia contraído e identificou a falha na prestação de serviços da empresa, onde se criou uma conta em seu nome, sem os devidos cuidados na identificação da pessoa e dos respectivos documentos. No caso concreto, a magistrada entendeu que se reuniam os requisitos da concessão da liminar. 

Para a magistrada, no caso concreto “os elementos de convicção que aparelharam a petição inicial evidenciam suficiente probabilidade do direito alegado ao exercício da cognição sumária de urgência, de tal modo que, uma vez controvertida de modo eficaz a higidez da cobrança manejada contra si, deve ser assegurado ao autor a sustação dos efeitos deletérios da anotação restritiva de crédito, dada a sua importância no cotidiano da vida moderna”.

Processo nº 0691965-53.2022.8.04.0001

Leia o acórdão:

REQUERENTE: Antonio Ferreira. REQUERIDO: Telefônica Brasil S/A – Forte nesses
argumentos, CONCEDO a TUTELA DE URGÊNCIA, para o fi m de DETERMINAR ao réu que se abstenha de incluir o nome do requerente nos órgãos de proteção ao crédito, a partir da intimação desta decisão, sob pena de multa no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) pelo descumprimento, a ser revertida em favor da postulante. Cuidando-se, pois, de ação fundada em relação de consumo, em que reconheço a hipossuficiência técnica do autor, inverto o ônus da prova a seu favor, cabendo ao réu a efetiva demonstração da regularidade de sua conduta, na esteira do art. 6°, VIII, do CDC. Considerando o aumento exponencial dos feitos distribuídos às unidades que integram o microssistema dos juizados especiais, a exigir o emprego de múltiplas ferramentas de gestão, a fim de elidir o comprometimento da efi ciência do serviço judiciário; primando pelos princípios da razoável duração do processo, economia processual, efetividade e da instrumentalidade das formas que norteiam a Lei 9.009/95; que a matéria tratada na presente ação é, em geral, de direito, e em processos semelhantes já se mostrou remota a possibilidade de acordo; FICA O RÉU, desde já citado e intimado a apresentar sua contestação, em 15 dias, e sendo o caso, apresentar proposta de acordo, no bojo de sua defesa. No mesmo prazo, pode pugnar pelo julgamento antecipado da lide. A necessidade de produção de prova em audiência deve ser especificada e demonstrada, de forma inequívoca, para que seja incluída em pauta. Dispensada a realização da audiência de conciliação, instrução e julgamento, os autos serão conclusos à sentença. Intimem-se e cite-se

 

 

 

Leia mais

É possível concessão de benefício previdenciário diverso do pedido, define TJAM

Em embargos de declaração aos quais se concedeu efeitos infringentes contra Acórdão que julgou Recurso de Apelação de Janira do Socorro de Azevedo Paixão...

Estupro de Vulnerável com vítima sobrinha impõe a acusado no Amazonas aumento de pena

Na ocasião em que a vítima, criança  de 07 anos, se deslocou para atender ao pedido de frutas solicitado pelo tio, Ciro Lima, em...

Mais Lidas

Últimas

Desvalorização no preço de carro leiloado em ação penal não gera indenização

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou recurso de um comerciante de 60 anos, residente em Itajaí...

DPU e MPF pedem R$ 50 milhões à União após mortes de Dom e Bruno no Amazonas

Manaus/AM - Após as mortes do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips, a Defensoria Pública da União...

TRT-MT nega indenização à trabalhadora que recusou ser reintegrada após gravidez ser descoberta

A Primeira Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (MT) negou o pedido da ex-empregada de um supermercado...

Empregado de Porto Alegre que falou mal da empresa em grupo de WhatsApp é despedido por justa causa

As mensagens foram enviadas pelo auxiliar administrativo para um grupo composto por pessoas estranhas à instituição de ensino onde...