Em São Paulo, supermercado deve indenizar adolescente por falsa acusação de furto

Em São Paulo, supermercado deve indenizar adolescente por falsa acusação de furto

São Paulo –  A 34ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve a condenação de supermercado para indenizar em R$15 mil, a título de danos morais, uma cliente menor de idade que foi abordada por funcionário da empresa que acusou a jovem de ter furtado um fone de ouvido ao sair do estabelecimento.

A menina foi acusada e revistada injustamente, posta em situação constrangedora. Após a abordagem do segurança, ela foi levada a uma sala privativa, onde passou a ser revistada, sendo liberada depois que as imagens de segurança do local foram analisadas e o verdadeiro responsável foi identificado.

A desembargadora do TJ-SP, Lígia Araújo, reconheceu que não houve cuidado na abordagem e que a menina foi submetida a abordagem vexatória. Ao manter o pedido de indenização, a relatora entendeu que o supermercado não levou aos autos, argumentos e provas que afastassem as alegações da requerente quanto aos excessos praticados.

A juíza de segundo grau concluiu que o estabelecimento não cumpriu com a determinação judicial para que fosse exibido integralmente as filmagens do dia do fato alegado, e que foi indicado apenas o link com imagens editadas.

Processo n° 1018288-62.2021.8.26.0577

 

Leia mais

Aluno não pode ser prejudicado por alteração de grade curricular, diz TJ/Amazonas

Julgado da Corte de Justiça firmou que embora a Universidade do Estado do Amazonas tenha autonomia didático científica, aí se incluindo a prerrogativa de...

Zona Franca não é incompatível com a política de redução da carga tributária, diz ABIR a Moraes

O Ministro Alexandre de Moraes recebeu pedido da ABIR-Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas Não Alcóolicas para ingresso na ADI-7153, na qual...

Mais Lidas

Últimas

Aluno não pode ser prejudicado por alteração de grade curricular, diz TJ/Amazonas

Julgado da Corte de Justiça firmou que embora a Universidade do Estado do Amazonas tenha autonomia didático científica, aí...

Ulbra é denunciada por cobrar taxa de R$ 200 por colação de grau em Manaus

Manaus/AM - Alunos do Centro Universitário Luterano do Brasil (Ceulm/Ulbra), procuraram o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-AM), para...

Condenado a 26 anos pela morte da ex no Amazonas, homem vai pagar indenização a filhos da vítima

Além da condenação a 26 anos e três meses de prisão pelo crime de feminicídio, Mizael Augusto Rodrigues de...

Radialistas do RS receberão adicional por acúmulo de funções no mesmo setor

A Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve a condenação da Empresa Portoalegrense de Comunicação Ltda. (Rede Pampa)...