Justiça de São Paulo permite que Givaldo Alves, ex-mendigo de rua use perfis reserva no Instagram

Justiça de São Paulo permite que Givaldo Alves, ex-mendigo de rua use perfis reserva no Instagram

O ex-mendigo de rua, Givaldo Alves de Souza, de 48 anos, teve sua conta do Instagram excluída com 477 mil seguidores. A desativação da conta de Givaldo foi feita unilateralmente, vedando-se o acesso ao usuário famoso após ficar conhecido por ter sido agredido por Eduardo Alves o personal trainer que o flagrou fazendo sexo com sua esposa.

Segundo de todos conhecido, a conta era utilizada para postar fotos e vídeos da nova vida do ex-mendigo, ora atuando como influenciador digital. Entre seus seguidores e admiradores, Givaldo ficou conhecido como “mendigo do amor”, na internet. Nessas circunstâncias, a rede social o excluiu da conta. 

Givaldo, no entanto, acionou o Judiciário em São Paulo, e pediu, em tutela de urgência, solução para o conflito que ora vivencia. Desta forma, permitiu-se ao ex-morador de rua, Givaldo Alves de Souza, que use perfis “reservas”, enquanto aguarda o julgamento do pedido de reativação do seu usuário principal no Instagram.

Leia mais

Aluno não pode ser prejudicado por alteração de grade curricular, diz TJ/Amazonas

Julgado da Corte de Justiça firmou que embora a Universidade do Estado do Amazonas tenha autonomia didático científica, aí se incluindo a prerrogativa de...

Zona Franca não é incompatível com a política de redução da carga tributária, diz ABIR a Moraes

O Ministro Alexandre de Moraes recebeu pedido da ABIR-Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas Não Alcóolicas para ingresso na ADI-7153, na qual...

Mais Lidas

Últimas

Aluno não pode ser prejudicado por alteração de grade curricular, diz TJ/Amazonas

Julgado da Corte de Justiça firmou que embora a Universidade do Estado do Amazonas tenha autonomia didático científica, aí...

Ulbra é denunciada por cobrar taxa de R$ 200 por colação de grau em Manaus

Manaus/AM - Alunos do Centro Universitário Luterano do Brasil (Ceulm/Ulbra), procuraram o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-AM), para...

Condenado a 26 anos pela morte da ex no Amazonas, homem vai pagar indenização a filhos da vítima

Além da condenação a 26 anos e três meses de prisão pelo crime de feminicídio, Mizael Augusto Rodrigues de...

Radialistas do RS receberão adicional por acúmulo de funções no mesmo setor

A Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve a condenação da Empresa Portoalegrense de Comunicação Ltda. (Rede Pampa)...