TSE: Fase de confirmação do Teste da Urna Eletrônica começa hoje

TSE: Fase de confirmação do Teste da Urna Eletrônica começa hoje

 O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, em sessão na Corte, lembrou que, a partir de hoje (15), até sexta-feira (17), das 9h às 18h, a Corte realiza a etapa de confirmação da 7ª edição do Teste Público de Segurança da Urna (TPS).

Durante o evento, os grupos de investigadores que obtiveram algum avanço na primeira fase, que ocorreu de 27 de novembro a 2 de dezembro de 2023, voltarão ao TSE para verificar se todos os achados apontados foram incorporados às urnas e aos sistemas eleitorais correlatos.“[No Teste de Confirmação] a Polícia Federal e a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul vão repetir alguns planos executados na urna eletrônica”, anunciou o ministro.
Aniversário da urna

O ministro Alexandre de Moraes também comemorou o aniversário da urna eletrônica, que completou 28 anos de existência nesta semana. No dia 13 de maio de 1996, os primeiros exemplares foram enviados aos tribunais regionais eleitorais (TREs) pelo então presidente do TSE, ministro Carlos Velloso.

Moraes rememorou que, nas Eleições Municipais de 1996, pleito de estreia das urnas eletrônicas, aproximadamente 32 milhões de pessoas – cerca de um terço do eleitorado brasileiro na época – votaram utilizando o equipamento. Naquele ano, foram instalados 77.969 aparelhos nas seções eleitorais de 57 capitais e dos municípios com mais de 200 mil eleitoras e eleitores.

“Todo esse trabalho foi realizado exatamente porque se verificou um aumento nas fraudes eleitorais nas Eleições de 1994, eleições realizadas com cédula de papel. A atuação do Ministério Público fiscalizando [o pleito] demonstrou esse aumento das fraudes e tentativas de fraudes”, disse o presidente do Tribunal.

Ele recordou que, nas eleições seguintes, realizadas em 1998, o número de eleitoras e eleitores alcançados pelo voto eletrônico dobrou: 65 milhões de pessoas (dois terços do eleitorado) registraram a candidatura de sua escolha na urna eletrônica.

De acordo com o ministro, dois anos depois, em 2000, o Brasil testemunhou a primeira eleição totalmente informatizada, com mais de 109 milhões de eleitoras e eleitores votando em urnas eletrônicas. No último pleito geral, realizado em 2022, mais de 156 milhões de pessoas puderam manifestar sua preferência política por meio do equipamento.

“São três décadas de aperfeiçoamento do sistema eletrônico [de votação], desse sistema que, eu sempre faço questão de repetir, é orgulho nacional no avanço e na concretização da democracia no Brasil”, elogiou Moraes.

Leia mais

Em reunião com a Fundação Carlos Chagas, DPE-AM planeja novos concursos públicos

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) realizou uma reunião nesta terça-feira (28) com representantes da Fundação Carlos Chagas (FCC), em São Paulo,...

Nulidades processuais devem ser alegadas na primeira oportunidade, define TJAM

As nulidades processuais devem ser levantada na primeira oportunidade de manifestação nos autos, de modo que, quando apresentadas somente na fase recursal, são consideradas...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Bemol é condenada por venda de mercadoria com vícios ocultos em Manaus

O Juiz George Hamilton Lins Barroso, da 22ª Vara...

Destaques

Últimas

Em reunião com a Fundação Carlos Chagas, DPE-AM planeja novos concursos públicos

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) realizou uma reunião nesta terça-feira (28) com representantes da Fundação Carlos...

STF suspende reintegração de posse do Complexo Mutamba, no Pará

O ministro Cristiano Zanin, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a ordem de reintegração de posse do Complexo Mutamba,...

TRF6 rejeita recurso da União e dobra indenização à família de perseguido político

A 4ª Turma do Tribunal Regional Federal da 6ª Região negou uma apelação da União contra uma sentença a...

Desastre de Mariana: TRF rejeita recurso de mineradoras e reconhece mais áreas atingidas

A 4ª Turma do TRF6 julgou um agravo de instrumento apresentado pelas empresas Samarco, Vale e BHP contra uma...