Em Santa Catarina, homem que assassinou companheira e ainda tentou matar o enteado

Em Santa Catarina, homem que assassinou companheira e ainda tentou matar o enteado

Um homem acusado de feminicídio praticado contra a própria companheira – com quem convivia há 10 anos – e de tentativa de homicídio contra o enteado foi condenado nesta semana (6/12) em sessão do Tribunal do Júri da comarca de Navegantes, no litoral norte do Estado.

Os crimes aconteceram na noite de 18 de junho de 2020, na cidade-sede da comarca, quando o acusado desferiu diversos golpes de faca nas regiões do pescoço, tórax e abdômen da mulher, ferimentos estes que ocasionaram sua morte. Ainda com a arma em punho, o réu partiu em direção ao filho da vítima, de 13 anos, crime só não consumado porque o garoto conseguiu escapar e um vizinho chegou ao local para impedir a agressão.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, o homem agiu por motivo fútil, uma vez que não concordava com o fato de a filha mais velha da vítima ir morar com os filhos em sua residência. Por esse motivo, resolveu ceifar a vida da companheira.

O réu foi condenado a 27 anos, um mês e 10 dias de reclusão, em regime inicial fechado, por homicídio duplamente qualificado e tentativa de homicídio simples. O Conselho de Sentença reconheceu como qualificadoras do crime o fato dele ter sido praticado contra mulher e por motivo fútil, e na presença de descendente da vítima (causa de aumento de pena).

A sessão do júri, presidida pela juíza Marta Regina Jahnel, titular da Vara Criminal da comarca de Navegantes, respeitou as normas impostas por causa da pandemia de Covid-19. Foi negado ao acusado o direito de recorrer em liberdade. A decisão é passível de recurso e o processo tramita sob sigilo.

Fonte: Asscom TJSC

Leia mais

Juiz viola o momento adequado para aplicar o ônus da dinâmica das provas e tribunal anula sentença

Age com ofensa ao contraditório e à  ampla defesa a decisão que, inadequadamente, antecipa o o julgamento da lide, por entender dispensáveis outras provas,...

2ª Turma Recursal mantém indenização de R$ 10 mil por cancelamento de voo

A Segunda Turma Recursal do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) confirmou condenação da LATAM Airlines por cancelamento de voo sem justificativa plausível. O...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Bemol é condenada por venda de mercadoria com vícios ocultos em Manaus

O Juiz George Hamilton Lins Barroso, da 22ª Vara...

Destaques

Últimas

Motorista que se envolveu em acidente com viatura do Corpo de Bombeiros deve ser indenizado

O Distrito Federal foi condenado a indenizar motorista que se envolveu em acidente com viatura do Corpo de Bombeiro...

Juiz viola o momento adequado para aplicar o ônus da dinâmica das provas e tribunal anula sentença

Age com ofensa ao contraditório e à  ampla defesa a decisão que, inadequadamente, antecipa o o julgamento da lide,...

Justiça condena INSS a conceder aposentadoria por incapacidade a mulher com problemas de saúde

A Justiça Federal condenou o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a conceder aposentadoria por incapacidade permanente a uma...

TJMG condena empresária por violação de direitos autorais

A 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) confirmou decisão da Comarca de Belo Horizonte...