Acusado de matar homem por negar um cigarro vai a júri nesta terça (6)

Acusado de matar homem por negar um cigarro vai a júri nesta terça (6)

O réu Luiz Alberto Oliveira de Carvalho, acusado de matar Aislan Chagas Coelho, em 2016, vai a júri nesta terça (6), no Fórum do Barro Duro,  às 8h. A motivação do crime seria porque a vítima supostamente havia negado um cigarro ao denunciado.

Luiz Alberto será julgado por homicídio qualificado no tribunal do júri que será conduzido pelo juiz Yulli Roter Maia, da 7ª Vara Criminal de Maceió.

De acordo com os autos, o acusado assassinou a vítima por meio de disparos de arma de fogo, em setembro de 2016. O crime ocorreu no conjunto Santo Eduardo, localizado no bairro do Poço.

O caso

Consta na denúncia que os envolvidos estariam nas dependências de um mercadinho quando Aislan havia negado um cigarro para Luiz, gerando uma discussão. Por sua vez, o réu teria ido em casa e voltado armado atirando na vítima pelas costas, que foi atingida por seis disparos.

No interrogatório, o denunciado afirmou que não seria o autor do crime e que não teria discutido com a vítima. Disse também que a autoria do delito estaria supostamente relacionada com uma pessoa conhecida como “Lapada”.

Matéria referente ao processo nº 0700739-35.2016.8.02.0067

Com informações do TJ-AL

Leia mais

Amazonas Energia deve pagar o consumidor substituto por queda de rede

A empresa de energia elétrica é responsável pelos danos causados a aparelhos domésticos em decorrência de oscilação de energia. Se esses danos são ressarcidos...

Candidato aprovado fora do número de vagas em concurso tem nomeação confirmada

O candidato aprovado fora do número de vagas previstas em edital de concurso, mas que passe a figurar entre as vagas existentes devido a...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Bemol é condenada por venda de mercadoria com vícios ocultos em Manaus

O Juiz George Hamilton Lins Barroso, da 22ª Vara...

Últimas

Amazonas Energia deve pagar o consumidor substituto por queda de rede

A empresa de energia elétrica é responsável pelos danos causados a aparelhos domésticos em decorrência de oscilação de energia....

Candidato aprovado fora do número de vagas em concurso tem nomeação confirmada

O candidato aprovado fora do número de vagas previstas em edital de concurso, mas que passe a figurar entre...

Justiça permite a maior de idade, por deficiência, habilitar-se como dependente de servidor

É possível ao filho maior de 21 anos de idade obter a declaração judicial de dependência do servidor na...

Sem prestar informações ao Promotor de Justiça, condenação de ex-prefeito é mantida por improbidade

Decisão de Colegiado do Tribunal do Amazonas confirma  que o desatendimento intencional pelo Prefeito de informações a serem prestadas...