TRE-SP julga domicílio eleitoral de Sérgio Moro

TRE-SP julga domicílio eleitoral de Sérgio Moro

O Tribunal Regional Eleitoral do Estado de São Paulo (TRE-SP) julga, hoje (7), o recurso do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) contra a decisão da 5ª Zona Eleitoral – Jardim Paulista, que aprovou o pedido de transferência de domicílio eleitoral do eleitor Sérgio Fernando Moro de Curitiba (PR) para a cidade de São Paulo.

Em suas razões, o partido sustenta que Sergio Moro, que solicitou transferência em 30 de março e indicou residir em um hotel na capital, “não possui vínculos com o estado de São Paulo, tampouco, com a cidade” e que a transferência não possui objetivo “tão somente de exercício da cidadania, mas de se candidatar ao pleito de 2022”.

A defesa alega a “flexibilidade no direito da escolha do domicílio”, apresenta vínculos profissionais, políticos e comunitários com o estado.  Esclarece que Moro tem sua base política em São Paulo, recebeu honrarias no Estado e atuou na cidade para uma consultoria americana, entre outros argumentos.

Conforme a legislação eleitoral, “para fins de fixação do domicílio eleitoral no alistamento e na transferência, deverá ser comprovada a existência de vínculo residencial, afetivo, familiar, profissional, comunitário ou de outra natureza que justifique a escolha do município”.

A petição inicial do PT incluía Alexandre Padilha também como parte, mas o juiz relator Maurício Fiorito julgou extinto o processo, em 24 de maio, sem apreciar o conteúdo, e determinou a revisão da autuação com a exclusão de Padilha, mantendo apenas o PT como requerente. Segundo o juiz, a legitimidade para interpor recurso contra o deferimento do alistamento ou da transferência é somente dos partidos políticos e do Ministério Público Eleitoral.

O Tribunal é composto por 7 juízes, sendo presidido pelo des. Paulo Galizia. A sessão plenária tem início às 15 horas e pode ser acompanhada pelo canal do TRE no YouTube.

Processo: 0600053-16.2022.6.26.0005

Fonte: Asscom TRE-SP

Leia mais

É possível concessão de benefício previdenciário diverso do pedido, define TJAM

Em embargos de declaração aos quais se concedeu efeitos infringentes contra Acórdão que julgou Recurso de Apelação de Janira do Socorro de Azevedo Paixão...

Estupro de Vulnerável com vítima sobrinha impõe a acusado no Amazonas aumento de pena

Na ocasião em que a vítima, criança  de 07 anos, se deslocou para atender ao pedido de frutas solicitado pelo tio, Ciro Lima, em...

Mais Lidas

Últimas

Desvalorização no preço de carro leiloado em ação penal não gera indenização

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou recurso de um comerciante de 60 anos, residente em Itajaí...

DPU e MPF pedem R$ 50 milhões à União após mortes de Dom e Bruno no Amazonas

Manaus/AM - Após as mortes do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips, a Defensoria Pública da União...

TRT-MT nega indenização à trabalhadora que recusou ser reintegrada após gravidez ser descoberta

A Primeira Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (MT) negou o pedido da ex-empregada de um supermercado...

Empregado de Porto Alegre que falou mal da empresa em grupo de WhatsApp é despedido por justa causa

As mensagens foram enviadas pelo auxiliar administrativo para um grupo composto por pessoas estranhas à instituição de ensino onde...