STF anuncia grupo com Sebastião Salgado e Wagner Moura para acompanhar buscas por Dom e Bruno

STF anuncia grupo com Sebastião Salgado e Wagner Moura para acompanhar buscas por Dom e Bruno

O Supremo Tribunal Federal (STF) anunciou um grupo composto pelo fotógrafo Sebastião Salgado, o ator Wagner Moura, a antropóloga Manuela Carneiro da Cunha e a juíza auxiliar da Presidência da CNJ, Lívia Cristina Marques Peres, para acompanhar as buscas pelo indigenista Bruno Pereira e o jornalista Dom Phillips, desaparecidos após uma viagem a Atalaia do Norte, no Amazonas.

O anúncio foi feito nesta terça-feira (14) pelo presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Luiz Fux. De acordo com ele, o grupo vai atuar no âmbito do Observatório do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas, que já funciona no conselho.

De acordo com a decisão, o grupo vai “acompanhar as ações que estão sendo executadas na busca dos referidos desaparecidos, bem como propor medidas que visem aprimorar a atuação do Poder Judiciário nas questões relacionadas”, diz o documento.

Leia mais

É possível concessão de benefício previdenciário diverso do pedido, define TJAM

Em embargos de declaração aos quais se concedeu efeitos infringentes contra Acórdão que julgou Recurso de Apelação de Janira do Socorro de Azevedo Paixão...

Estupro de Vulnerável com vítima sobrinha impõe a acusado no Amazonas aumento de pena

Na ocasião em que a vítima, criança  de 07 anos, se deslocou para atender ao pedido de frutas solicitado pelo tio, Ciro Lima, em...

Mais Lidas

Últimas

Desvalorização no preço de carro leiloado em ação penal não gera indenização

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou recurso de um comerciante de 60 anos, residente em Itajaí...

DPU e MPF pedem R$ 50 milhões à União após mortes de Dom e Bruno no Amazonas

Manaus/AM - Após as mortes do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips, a Defensoria Pública da União...

TRT-MT nega indenização à trabalhadora que recusou ser reintegrada após gravidez ser descoberta

A Primeira Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (MT) negou o pedido da ex-empregada de um supermercado...

Empregado de Porto Alegre que falou mal da empresa em grupo de WhatsApp é despedido por justa causa

As mensagens foram enviadas pelo auxiliar administrativo para um grupo composto por pessoas estranhas à instituição de ensino onde...