Justiça Militar determina prisão de policial por tortura em Lábrea-AM

Justiça Militar determina prisão de policial por tortura em Lábrea-AM

A Justiça Militar do Amazonas decretou a prisão preventiva de um policial militar acusado de torturar um homem em via pública durante uma abordagem policial. O caso ocorreu no dia 18 de março de 2022, no município de Lábrea. Conforme apurado pelo MP e registrado pela câmera de segurança instalada próximo ao local do crime, a vítima conduzia uma motocicleta quando foi abordada pela Polícia Militar. Apesar de ter obedecido as instruções, o motociclista foi agredido por um dos policiais, mesmo sem opor resistência.

A denúncia foi apresentada pelos Promotores de Justiça do Polo Madeira e pela Promotoria de Justiça da Auditoria Militar após a instrução de procedimento investigatório criminal contra o policial autor das agressões e outro policial que presenciou os fatos, mas se omitiu no dever legal de agir para impedir o crime. Ambos serão processados e julgados pela Auditoria Militar do Amazonas.

Fonte: Asscom MPAM

Leia mais

Home Care em Manaus é direito em plano de saúde dentro da rede credenciada de Seguradora

Ao aderir a um plano de saúde, o consumidor já tem ciência de quais hospitais e profissionais fazer parte da rede conveniada e, se...

Aluno não pode ser prejudicado por alteração de grade curricular, diz TJ/Amazonas

Julgado da Corte de Justiça firmou que embora a Universidade do Estado do Amazonas tenha autonomia didático científica, aí se incluindo a prerrogativa de...

Mais Lidas

Últimas

Prédio do TJAM treme e é evacuado em Manaus

Manaus/AM - O prédio do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) precisou ser evacuado após tremores na estrutura na...

Home Care em Manaus é direito em plano de saúde dentro da rede credenciada de Seguradora

Ao aderir a um plano de saúde, o consumidor já tem ciência de quais hospitais e profissionais fazer parte...

Atentado contra os pais cometido por menor também é causa de exclusão da herança, decide STJ

Ao rejeitar o recurso especial de um homem que matou os pais quando tinha 17 anos de idade, a...

União e Funai têm até um ano para destinar área de sobrevivência ao grupo indígena Fulkaxó

A Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve decisão que estabeleceu o prazo de até um ano...