MPAM investiga acessibilidade para pessoas com deficiência em shoppings de Manaus

MPAM investiga acessibilidade para pessoas com deficiência em shoppings de Manaus

Manaus/AM – A obrigatoriedade dos shoppings de Manaus disponibilizarem painéis orientadores de localização e piso tátil para as pessoas com deficiência visual será alvo de um inquérito civil do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM).

Uma inspeção técnica foi determinada pela 56ª Promotoria de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência (Prodhid), representada pelo promotor Mirtil Fernandes do Vale nos shoppings Manaus Via Norte, Sumaúma, Amazonas Shopping, Manauara Shopping, Millennium, Manaus Plaza, Grande Circular, Shopping Ponta Negra, Shoppng Center Manaus, Shopping Cidade Leste, Studio 5 e UAI Shoppin São José.

A decisão, publicada no Diário do MPAM de ontem, quinta-feira (28) tem como base tanto na Constituição Federal quanto leis estadual e municipal, que estabelecem garantias de acessibilidade, com a adaptação de logradouros, edifícios e veículos para a locomoção e acesso adequado às pessoas com deficiência.

Nas várias portarias determinando as apurações do cumprimento da leis referentes a essa questão, o promotor cita como exemplo a Lei Federal n° 13.146/2015 (Estatuto da Pessoa com Deficiência) que conceitua, em seu artigo 3°, inciso I, o termo acessibilidade, nos seguintes termos: possibilidade e condição de alcance para utilização, com segurança e autonomia, de espaços, mobiliários, equipamentos urbanos, edificações, transportes, informação e comunicação, inclusive seus sistemas e tecnologias, bem como de outros serviços e instalações abertos ao público, de uso público ou privados de uso coletivo, tanto na zona urbana como na rural, por pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Há também a Lei Municipal n° 1.982/2015 dispõe sobre a obrigatoriedade dos shopping centers do município de Manaus disponibilizarem painéis orientadores de localização e piso tátil.

Leia mais

Aluno não pode ser prejudicado por alteração de grade curricular, diz TJ/Amazonas

Julgado da Corte de Justiça firmou que embora a Universidade do Estado do Amazonas tenha autonomia didático científica, aí se incluindo a prerrogativa de...

Zona Franca não é incompatível com a política de redução da carga tributária, diz ABIR a Moraes

O Ministro Alexandre de Moraes recebeu pedido da ABIR-Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas Não Alcóolicas para ingresso na ADI-7153, na qual...

Mais Lidas

Últimas

Aluno não pode ser prejudicado por alteração de grade curricular, diz TJ/Amazonas

Julgado da Corte de Justiça firmou que embora a Universidade do Estado do Amazonas tenha autonomia didático científica, aí...

Ulbra é denunciada por cobrar taxa de R$ 200 por colação de grau em Manaus

Manaus/AM - Alunos do Centro Universitário Luterano do Brasil (Ceulm/Ulbra), procuraram o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-AM), para...

Condenado a 26 anos pela morte da ex no Amazonas, homem vai pagar indenização a filhos da vítima

Além da condenação a 26 anos e três meses de prisão pelo crime de feminicídio, Mizael Augusto Rodrigues de...

Radialistas do RS receberão adicional por acúmulo de funções no mesmo setor

A Sétima Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve a condenação da Empresa Portoalegrense de Comunicação Ltda. (Rede Pampa)...