Estacionamento não tem responsabilidade por capacete furtado de motocicleta

Estacionamento não tem responsabilidade por capacete furtado de motocicleta

O Juiz de Direito Ju Hyeon Lee, da 1ª Vara do Juizado Especial de Jabaquara/SP julgou ação de reparação de dano que consistiu em avaliar a responsabilidade de um estacionamento por furto de um capacete que se encontrava assentado sobre a motocicleta do autora, uma senhora, que, ao deixar sua moto no estacionamento, também deixou o capacete sobre o veículo, sem qualquer proteção contra roubo.  A sentença julgou improcedente os pedidos de danos materiais e morais. 

Para o magistrado o estacionamento não tem responsabilidade por furto de capacete deixado na motocicleta, especialmente porque a coisa foi deixada sem qualquer tipo de proteção, o que excluiria a responsabilidade da empresa. O magistrado, ao examinar a incidência da responsabilidade objetiva, de natureza consumerista, concluiu que no caso não incidiu o nexo causal entre a subtração e os cuidados exigidos pela empresa, na espécie. 

Teria ocorrido um rompimento do nexo causal entre a conduta do fornecedor do serviço e o resultado dano, ante as circunstâncias descritas. “O bem furtado foi deixado no local pelo cliente sem qualquer proteção”, assinalou a decisão.  Assim, concluiu incidir o rompimento do nexo causal (fato de terceiro) reconhecendo a ausência de responsabilidade civil da empresa ré, com a improcedência da ação. 

Leia mais

Proibir policial investigado de ser promovido na carreira viola a presunção de inocência

O Tribunal de Justiça do Amazonas dispôs que as regras que dispõem sobre a moralidade administrativa não se confundem nem podem se sobrepor às...

Vítima de estelionato em venda de carro na OLX consegue rever o veículo

Após anunciar a venda do veículo na OLX, o proprietário do carro João Victor logo conseguiu um comprador. O interesse pelo automóvel foi tão...

Mais Lidas

Últimas

Publicações em rede social que provoquem risos não podem ser tidas como criminosas

A postagem na rede social Twitter consistiu no comentário sobre uma notícia, veiculada em telejornal estrangeiro, de furto de...

Incitar o crime por rede social é conduta que agride a paz pública

Por ter feito publicações no Facebbok enaltecendo uma facção criminosa e ter atingido um número indeterminado de público, Lucas...

STJ passa a receber inscrições para sustentação oral nas sessões virtuais de julgamento

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) começou ontem (10), a receber a inscrição de advogados para a realização de...

Pagamento dobrado de férias em atraso ao trabalhador é derrubado no STF

O empregador que era obrigado a pagar em dobro a remuneração de férias, inclusive o terço constitucional, sempre que...