PGE-AM abre inscrição para seletivo de estágio em Direito

PGE-AM abre inscrição para seletivo de estágio em Direito

A Procuradoria Geral do Estado (PGE-AM), por meio do Centro de Estudos Jurídicos (Cejur), publicou o edital do 41º Processo Seletivo para Estágio em Direito do órgão. Serão ofertadas 15 vagas até o primeiro semestre do ano de 2025, e formação de cadastro reserva. As inscrições vão de 17 de junho a 15 de julho de 2024. A prova está marcada para o dia 04 de agosto. O edital pode ser consultado no site da PGE, na aba do Cejur – Processos Seletivos.

As inscrições somente serão validadas com a entrega de 01 (uma) lata de leite em pó de 380g (ou pacote equivalente), até o dia 15 de julho, na sede da PGE (rua Emílio Moreira, 1308, Praça 14 de Janeiro). A validação poderá ser feita, de segunda a sexta-feira, no horário das 9h às 15h.

Poderão participar do Processo Seletivo candidatos estudantes de Direito regularmente matriculados nas Universidades ou Faculdades públicas ou particulares do Estado do Amazonas. Todavia, somente poderão assumir as vagas os candidatos aprovados que estejam cursando entre o 4º e 9º período ou correspondente, se anual. São asseguradas 10% das vagas que surgirem às pessoas com deficiência.

A jornada de estágio é de 4 (quatro) horas diárias, presenciais, no turno matutino, equivalente a 20 (vinte) horas semanais. O estagiário fará jus a uma bolsa de estágio no valor de R$ 868,00 acrescido de auxílio-transporte no valor de R$ 198,00 e seguro contra acidentes pessoais, nos termos da Lei n. 11.788/2008

Prova

O Processo Seletivo será composto de uma prova de caráter classificatório e eliminatório, com 24 (vinte e quatro) questões objetivas de múltipla escolha, sendo: 12 (doze) questões de Direito Constitucional, 8 (oito) questões de Processo Civil e 4 (quatro) questões de Introdução do Estudo do Direito, e uma redação, também de caráter classificatório e eliminatório, com, no máximo, 25 linhas.

Fonte: PGEAM

Leia mais

Juiz mantém prisão de entregadores suspeitos de agredir morador de condomínio em Manaus

Durante audiência de custódia na terça-feira (16), o Juiz Rafael Rodrigo da Silva Raposo confirmou a legalidade da prisão dos entregadores Richarley Cavalcante Araújo,...

Turma Recursal anula sentença e garante produção de provas em caso de acidente de trânsito

O juiz possui o poder discricionário de determinar quais provas são relevantes para o caso, baseando-se no conjunto de evidências presentes nos autos. A...

Mais Lidas

Justiça do Amazonas garante o direito de mulher permanecer com o nome de casada após divórcio

O desembargador Flávio Humberto Pascarelli, da 3ª Câmara Cível...

Bemol é condenada por venda de mercadoria com vícios ocultos em Manaus

O Juiz George Hamilton Lins Barroso, da 22ª Vara...

Destaques

Últimas

Juiz mantém prisão de entregadores suspeitos de agredir morador de condomínio em Manaus

Durante audiência de custódia na terça-feira (16), o Juiz Rafael Rodrigo da Silva Raposo confirmou a legalidade da prisão...

Uso indevido de imagem em campanha publicitária gera dano moral

A Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba decidiu que o uso indevido de imagem em campanha...

STF prorroga até setembro prazo de suspensão da desoneração da folha

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou até 11 de setembro a suspensão do processo que...

Pedido de danos morais por cobrança de seguro indevido exige prova das ofensas

Cabe ao fornecedor garantir a eficiência e segurança do serviço prestado, evitando fraudes e inconsistências que prejudiquem o consumidor....